Jovem com detector de metal encontra Iphone enterrado na praia em Balneário Camboriú; VÍDEO

  • 11/06/2024
(Foto: Reprodução)
Mateus Natan da Silva filmou momento em que detector apita na parte mais rasa da água. Então, ele cava por algum tempo até finalmente encontrar celular. Jovem com detector de metal acha Iphone enterrado na praia em Balneário Camboriú Um homem encontrou um Iphone enterrado na Praia Central de Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, com ajuda de um detector de metal. Segundo Mateus Natan da Silva, 25 anos, o celular não funciona mais. Ele acredita que tenha ficado tempo demais na água. Em uma rede social, o jovem publicou um vídeo que mostra o detector apitando na parte mais rasa da água. Então, ele cava por algum tempo até finalmente encontrar o celular (assista acima). O encontro aconteceu na quinta-feira (6), mas só foi divulgado por ele nesta semana. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp Mateus usa até quatro horas do dia, por cerca de três vezes por semana, para buscar objetos nas praias de Santa Catarina. Ele iniciou um projeto para lucrar R$ 1 milhão com itens achados e atrai milhares de pessoas na web com suas atualizações. O jovem acredita que o aparelho encontrado seja um Iphone 14 Pro, que pode custar mais de R$ 8 mil no mercado. O g1 buscou a assessoria da Apple para confirmação do modelo, mas não teve retorno até a última atualização do texto. "Eu imagino que ele foi perdido pela temporada [de verão]. Eu cavei mais de um metro, e o Iphone geralmente aguenta assim [dentro da água]. Quem me falou, na verdade, foi o técnico onde levei para dar uma olhada. Dentro já estava bem corroído, ele diz que ficou bastante tempo na água", comenta. Celular foi encontrado enterrado em praia de SC Redes sociais/ Reprodução Leia também: Homem que faz 'caça ao tesouro' com detector de metal quer lucrar R$ 1 milhão em SC Jovem com detector de metal acha em praia teste de gravidez, motor de barco e até iPhone Essa não foi a primeira vez que o "caçador de tesouros" encontra um Iphone na praia em Balneário Camboriú. Em janeiro, um aparelho achado por ele foi devolvido para a dona. "Estava na água havia uns 16 dias, porque a menina falou quando ela perdeu. Ele estava funcionando direitinho, não tinha afetado nada", relembra. Silva explica que um dos detectores que usa tem cerca de 100 sinais que identificam o tipo de material localizado pelo aparelho. Ao passar o equipamento no solo, ele apita e mostra, por meio de um painel, o tipo de material. Rumo ao R$ 1 milhão Chamado de detectorismo, a atividade fez Silva reunir mais 300 mil seguidores em apenas uma rede social. O pai o ajuda na caçada rumo ao R$ 1 milhão em itens. Anéis de prata e ouro, colares e outros objetos localizados pelo detector entram para a contagem do valor final. Desde setembro de 2023, quando iniciou o projeto, o jovem somou mais de R$ 10 mil com o valor dos produtos. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

FONTE: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2024/06/11/detector-metal-iphone-enterrado-balneario-camboriu.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Cada Minuto

Daniel Gonçalves

top2
2. O Lamento de Israel

Nicoli Francini

top3
3. Aleluia

Babi Garcia

top4
4. Último julgamento

Rogério Conceição

top5
5. água da vida

ANTÔNIO CARLOS

Anunciantes